Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

A disfunção erétil está associada a piora da qualidade de vida em homens com doença arterial coronariana

Oliveira DC, Nunes , Gadelha, Rocha M, Medeiros B, Oliveira DAGC, Garcia JMA
Hospital Ilha do Leite - Recife - Pernambuco - Brasil, Hospital das Clínicas. UFPE - Recife - Pernambuco - Brasil

Introdução: Estudos recentes têm demonstrado a importância da qualidade de vida (QV) em pacientes com doença arterial coronariana (DAC), existindo evidencias que tal doença tenha impacto negativo na QV. A atividade sexual está relacionada a QV e a melhora da autoestima. O objetivo desse estudo foi avaliar se a disfunção erétil está associada a piora da QV em homens com DAC. 

Métodos: Estudo transversal, multicêntrico, prospectivo, analítico, realizado de abril 2014 a 2106, que recrutou 304 homens (idade média = 59 ± 4 anos) com doença arterial coronariana obstrutiva confirmada por cinecoronariografia. Os pacientes foram divididos em grupos 1 (com DE, n = 230) e 2 (sem DE, n = 74).  Através de questionários foram coletados dados clínicos, sociais e econômicos. O International Index of Erectile Function  (IIF5) foi utilizado para avaliação da DE. Foi realizada análise estatística descritiva e comparativa, sendo utilizados os testes de t de Student, de Mann Whitney, Kruskal-Wallis, qui-quadrado ou teste exato de Fischer a depender do tipo de variável, e o valor de p ≤ 0,05 foi considerado significante.

Resultados: As comparações dos domínios de qualidade de vida entre os grupos 1 (com DE) e 2 (sem DE) revelaram: Capacidade Funcional: 60,43 ± 29,92  vs 78,38 ± 25,31 , p < 0,01; Aspectos Físicos: 36, 76 ± 44,98 vs 62,50 ± 43,45, p < 0,01; Dor: 66,90 ± 26,88 vs 73,74 ± 26,71, p = 0,09; Estado Geral de Saúde: 65,27 ± 17,54 vs 74,03 ± 16,72, p < 0,01; Vitalidade: 60,45 ± 20,04 vs 72,84 ± 18,25, p < 0,01; Aspectos Sociais: 75,98 ± 24,23 vs 78,21 ± 24,92, p = 0,36; Aspectos Emocionais: 65,36 ± 44,31 vs 76,57 ± 36,69, p = 0,05; Saúde Mental: 67,90 ± 17,02 vs 77,08 ± 15,99, p < 0,01.

Conclusões: A presença de DE esteve associada a piora dos seguintes domínios de QV: Capacidade Funcional, Aspectos Físicos, Estado Geral de Saúde, Vitalidade, Aspectos Emocionais, Saúde Mental. Portanto a DE esteve associada a piora da qualidade de vida em pacientes com DAC. Cardiologistas devem averiguar a possibilidade de DE nos seus pacientes pois tal enfermidade tem potencial de impacto negativo na QV.

 

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

XXXVIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

15, 16 e 17 de junho de 2017
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil