Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Complicações relacionadas à Oxigenação por Membrana Extracorpórea

Nakasato GR, Lopes CT, Lopes JL
UNIFESP - Univers. Federal de São Paulo - São Paulo - SP - Brasil

INTRODUÇÃO: A oxigenação por membrana extracorpórea (ECMO) é um  suporte cardiopulmonar com o uso de bomba centrífuga ou de rolete acoplada a um oxigenador que objetiva manter a perfusão dos tecidos com sangue oxigenado enquanto se aguarda a recuperação do órgão primariamente acometido, a instalação de outros dispositivos de assistência circulatória ou o transplante cardíaco. É uma tecnologia cuja utilização tem aumentado no país, porém não isenta de complicações. De forma a preveni-las ou tratá-las precocemente, é necessário que o enfermeiro conheça suas complicações mais frequentes. OBJETIVO: Identificar na literatura as complicações associadas à ECMO em adultos. MÉTODO: Revisão integrativa da literatura, norteada pela questão: Quais são as complicações relacionadas à ECMO em adultos? Foi realizada busca bibliográfica nas bases de dados Medline e CINAHL em Março de 2017 utilizando-se termos padronizados (MeSH e Títulos CINAHL) e não padronizados. Incluíram-se artigos publicados de 2011 a 2016 em português, inglês ou espanhol após leitura dos títulos, resumos e texto na íntegra. Foram excluídos artigos que investigassem complicações associadas a outros tipos de dispositivos além da ECMO e revisões narrativas de literatura. Os seguintes dados foram extraídos: país de publicação, tipo de estudo, população estudada, tamanho amostral e complicações encontradas. RESULTADOS: Foram encontrados 666 estudos, dos quais 45 foram incluídos. Os estudos eram na maioria análises retrospectivas (n=30, 66,6%), realizados principalmente nos Estados Unidos (n=16, 35%), seguidos de França (n=6, 13,3%) e Alemanha/Reino Unido (n=4/4, 8,8%). As principais populações submetidas a ECMO foram pacientes com Síndrome da Doença Respiratória do Adulto/insuficiência respiratória (n=12, 26,6%), com número de amostra variando desde um (relatos de caso) até 569. As principais complicações foram sangramento/complicações hemorrágicas (inserção de cânulas, cerebrais, gastrointestinais, tamponamento cardíaco ou coagulopatias) (n=33, 73%), seguidas de complicações infecciosas, incluindo choque séptico (n=16, 35%), isquemia ou disfunção de membro e amputação (n=13, 28,8%) e falhas mecânicas, como formação de coágulos no sistema (n=7, 15,5%). CONCLUSÃO: Identificaram-se as principais complicações da ECMO em pacientes adultos. Conhecê-las subsidia o planejamento do cuidado prestado, podendo evita-las ou diagnosticá-las precocemente, diminuindo assim, a morbimortalidade, custos e tempo de internação.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

XXXVIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

15, 16 e 17 de junho de 2017
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil