Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

FATORES DE RISCO PARA DOENÇAS CARDIOVASCULARES NA EQUIPE DE ENFERMAGEM: REVISÃO DE INTEGRATIVA DA LITERATURA

Cunha, N.P.F., Lopes, J.L.
UNIFESP - Univers. Federal de São Paulo - São Paulo - SP - Brasil

Introdução. As doenças cardiovasculares são as principais causas de morbimortalidade no Brasil e no mundo. Estas altas taxas podem estar relacionadas aos diversos fatores de risco cardiovasculares, como o tabagismo, diabetes mellitus, estresse, depressão, hipertensão arterial, entre outros. Estes fatores de risco são frequentemente abordados pela enfermagem, com o intuito de reduzi-los. Entretanto, apesar destes profissionais possuírem informações para a prevenção destas doenças, acredita-se que estes fatores estão presentes na equipe. Desta forma, o objetivo do estudo foi identificar na literatura artigos que identificaram fatores de risco cardiovasculares nos profissionais de enfermagem. Método. Trata-se de uma revisão integrativa de literatura seguindo o método descrito por Whittemore e Knafl. Os artigos foram selecionados nas seguintes bases/bancos de dados: Lilacs, Pubmed, Medline e Scielo. Os descritores de assunto utilizados foram: equipe de enfermagem AND fator de risco AND doenças cardiovasculares; equipe de enfermagem AND (hipertensão, diabetes mellitus, dislipidemias, hábito de fumar, alcoolismo, estilo de vida sedentário, obesidade, anticoncepcionais, estresse psicológico, depressão, síndromes da apnéia do sono). Os critérios de inclusão foram artigos que abordaram os fatores de risco cardiovasculares em profissionais da enfermagem, escritos em inglês, português e espanhol e publicados entre 2008 e 2016. Foram lidos o título e o resumo dos artigos por dois pesquisadores de forma independente e selecionados os que possuíam os critérios de inclusão para leitura na íntegra. Alguns artigos contidos nas referências dos estudos selecionados e não foram identificados na busca das bases de dados foram lidos e incluídos por contemplarem os critérios de inclusão. Resultados. O tamanho amostral dos estudos variou de 21 a 5.400 profissionais. Foram selecionados 20 artigos e os fatores de risco avaliados foram sexo feminino em 13 artigos, Diabetes Mellitus em 4, dislipidemia em 3, obesidade em 3, sedentarismo em 5, etilismo em 2, hipertensão arterial em 7, estresse em 4, tabagismo em 3, apnéia do sono e sonolência diurna excessiva em 1 e depressão em 4 artigos. Observou-se que os fatores de risco mais presentes nos profissionais foram a sonolência excessiva diurna, estresse e sedentarismo. Conclusão. Os profissionais de enfermagem possuem diversos fatores de riscos. Para redução destes fatores, intervenções de enfermagem devem ser realizadas.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

XXXVIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

15, 16 e 17 de junho de 2017
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil